Jardim do Dharma
Bem-vindo ao Jardim do Dharma
topo

 

Genealogia Karma Kagyu - Alguns dos mestres da Linhagem:

 

 

 

HISTÓRIA DA LINHAGEM KARMA KAGYU

A linhagem Karma Kagyu converteu-se na mais estendida das quatro escolas originais que surgiram da tradição Dakpo Kagyu, este é o nome da linha de ensinamentos transmitidas por Gampopa (1079-1153) o profundo erudito e mestre espiritual cuja vida foi predita pelo Buda Sakyamuni.

Em certa ocasião, Buda falou a um de seus discípulos, um médico Bikshu chamado Kumara: “No futuro, voltarás a ser um médico Bikshu na região do lado norte do rio Lojita e estabelecerás uma escola de meditação”.

Gampopa um excelente médico, foi primeiro um Bikshu Kadampa e recebeu ensinamentos dos mais proeminentes mestres desta linhagem.

Estudou o caminho gradual ensinado por Atisha e os ensinamentos de Drontompa. Converteu-se num detentor da linhagem kadampa e escreveu a ”Jóia do Ornamento da Libertação”.

Mais tarde recebeu os ensinamentos Kagyupa do Mahamudra e “As Seis Yogas de Naropa” do Santo Milarepa (1040-1123) depois dele ter recebido este ensinamento ele foi chamado de “dois rios que se tornam um”.

Gampopa organizou esta linhagem num corpo orgânico, colocando o seu próprio nome Dakpo Lardye. Esta escola foi conhecida como Dakpo Kagyu. Depois de sua morte apareceram quatro escolas grandes e oito menores, compreendendo assim a linhagem completa Dakpo kagyu.

O Termo Kagyu significa “Linhagem dos quatro mensageiros”, correntemente se o traduz como “transmissão oral” porem esta tradução não é muito precisa do significado original. As vezes se traduziu no Ocidente como “Kargyu” em relação à antiga costume dos Drukpa Kagyu ( yoguis desta tradição) de usar roupas brancas que em Tibetano quer dizer “Kar”.
O principal mestre de Gampopa o poeta e Santo Milarepa, tinha recebido a transmissão da linhagem de Marpa o Tradutor, discípulo de Naropa e Maitripa. Assim ele converteu-se no detentor da Linhagem Kagyu. “A linha Direta” do Dagkpo Kagyu, ou seja:


Dharmakaya Buda Vajradhara

Tilopa

Naropa

Marpa Lotsawa

Milarepa

Gampopa



A “Linhagem Indireta” está especialmente comprometida com a transmissão do Mahamudra, e é a seguinte:

Dharmakaya Buda Vajradhara

Ratnamati

Saraha

Nagaryuna

Shawaripa

Marpa Lotsawa

Milarepa

Gampopa

 

As quatro grandes ramificações se originaram com discípulos de Gampopa ou com o seu sobrinho Dakpo Gontsul (1116-1169)

1) O Kamtsang ou Karma Kagyu, fundado por Karmapa Dusum Kyempa (1110-1193) que estudou com Gampopa.

2) Tsalpa Kagyu fundada por Shang Yudrakpa Tsondru Drakpa (1123-1193)

3) Baram Kagyu fundada por Baram Dharma Wanchuk, discípulo de Gampopa.

4) Phagmo Drukpa Kagyu fundada pelo discípulo de Gampopa , Phagmo Dru Dorye Gyelpo (1110-1170) desta última surgiram posteriormente as oito menores escolas.


Drikung - Taglung - Drukpa - Martsang - Tropu - Yelpa - Shugseb - Gyasang


As Escolas Drukpa, Drikung, e Taglung tem sobrevivido até os nossos dias.


A Linhagem dos Karmapas.
A Escola Karma Kagyu tem uma longa e gloriosa tradição. Tem se estabelecido
pelos seus méritos como a Suprema Linhagem Kagyu sob a liderança dos
Gyelwas Karmapas.

Seus ensinamentos se espalharam desde Ladak até China e depois até o Ocidente. Um Grande mestre descobridor de tesouros tinha predito que o XVI e o XVII Karmapa algum dia iriam a atravessar o Grande Oceano.

Cumprindo com esta predição, Karmapa Rigpei Dorye deu ensinamentos em Ocidente e viajou duas vezes ao redor do mundo oferecendo diferentes iniciações a numerosos seguidores e estabelecendo centros de Dharma.

A Linhagem da Coroa Preta dos Karmapas tem sido assistida e sustentada pelos quatro regentes, as quatro linhas principais de encarnação da linhagem que são:

O Shamarpa, Tai Situpa, Gyaltsab e Dyamgom Kongtrul Tulkus.


Ademais deles, são numerosos os eruditos, yoguis e visionários que tem contribuído para o esplendor da tradição.

Notáveis entre eles são os Mui Veneráveis Pawo Tulku, Beru Kyentse Rimpoche e Sangye Nenpa Rimpoche.

A tradição Kamtsang Kagyu foi estabelecida pelo primeiro Karmapa Dusum Kyempa, quem herdou a tradição Kagyu de Gampopa.

Logo após ter atingido a iluminação, foi reconhecido por visionários como sendo “O Homem da Atividade de Buda” que em Tibetano quer dizer “Karmapa” profetizado pelo Senhor Buda no Sutra Samadhiraja, e também por ser uma encarnação de Avalokiteswara, a energia compassiva do Buda.

Dusum Kyenpa fundou os três principais centros da tradição Karma Kagyu:


Tolung Tsurphu perto de Lhasa, Karma Gon e Kampo Nenang, estes dois últimos no estado de Kham, e organizou a Karma Kagyu como uma escola diferente e distinta.

Rangdyun Rigpei Dorye (1923-1981) o XVI Karmapa esteve à frente da Escola Karma Kagyu , e estudou sob a tutela de vários mestres Kagyu e de outras tradições manifestando extraordinárias qualidades.

Em 1959 , sua Santidade levou aos seus seguidores ao Sikkim onde estabeleceu um novo centro monástico em Rumtek. Atualmente tem sido reconhecida a nova encarnação, o XVII Gyelwa Karmapa. Sob a iluminada inspiração de todos eles, hoje em dia a tradição Karma Kagyu se tem estabelecido no mundo todo.

 

 

Jardim do Dharma - Kagyü Dak Shang Chöling
ACESSE TAMBÉM:
Site SBTCC

Instale em seu celular ou tablet o aplicativo do Jardim do Dharma e receba atualizações
CLIQUE AQUI

Encontrou problemas no site? Por favor, CLIQUE AQUI e nos informe.
Ou mande um email para secretaria@jardimdharma.org.br

Este site é melhor visualizado em 1280 x 960